André Simão

Andre SimãoConsiderado pela revista alemã Akustik Gitarre como um “solista de dimensões internacionais”, André Simão foi premiado nos mais importantes concursos de música do Brasil, destacando-se o 1º lugar em 2004 no Concurso Nacional Villa-Lobos. Em 2011, foi premiado no Concurso de Música de Câmara para violão Savarez-Corelli - Universität Mozarteum Salzburg, na Áustria, obtendo o 3° lugar. Desde seus 16 anos realiza concertos como solista e em diversos grupos de música de câmara, tendo se apresentado por todo Brasil e em inúmeros países na Europa, Ásia e América do Sul; em cidades como Paris, Viena, Salzburg, Munique, Frankfurt, Budapeste, Den Haag, Seoul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Glauber Rocha

Glauber RochaNascido em Lucélia (SP), Glauber Rocha iniciou seus estudos musicais ao piano com cinco anos de idade. Aos treze anos passa a estudar violão com o Prof. Aparecido Dias dos Santos.

Graduou-se em 2009 pela Universidade de São Paulo tendo como orientador o Prof. Dr. Edelton Gloeden. No mesmo ano, em sua primeira participação em concursos internacionais, obteve por unanimidade o primeiro prêmio no Agustin Barrios World WideWeb.

Michel Maciel

Michel Maciel

 Iniciou seus estudos musicais com seu pai, professor José Maciel. Alguns anos depois passou a estudar com o professor Henrique Pinto, em São Paulo – SP. É Mestre em performance musical pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Bacharel em música pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Participou de vários cursos e festivais, onde teve aulas com: Sérgio Abreu, Sérgio Assad, Eduardo Fernández (Uruguai), Hubert Käppel (Alemanha) e outros.

Alexandre Gismonti

 Filho do multi-instrumentísta Egberto Gismonti, o violonísta Alexandre Gismonti acompanha o pai em tournées nacionais e internacionais desde 1997. Em 2009, gravou seu primeiro disco, em duo com Egberto, entitulado “Saudações” e lançado pela conceituada gravadora alemã ECM. Em 2010, com sua carreira solo também em ascensão, lançou o disco “Baião de Domingo” (Fina Flor), que lhe rendeu a inédita indicação para o Prêmio da Música Brasileira 2010 (categoria revelação).

Duo Siqueira Lima

O Duo Siqueira Lima é formado pela uruguaia Cecilia Siqueira e pelo mineiro Fernando de Lima. Juntos desde 2002 eles já são referência internacional na formação de duo de violões, com atuações marcantes em grandes festivais, importantes teatros e programas de televisão. A crítica
sempre ressalta sua musicalidade, técnica, sincronismo absoluto e, além disto, o carisma que emanam em suas performances.

Marco Pereira

Marco Pereira

É natural de São Paulo onde fez seus estudos de violão sob a orientação do mestre uruguaio Isaias Sávio no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo.
Viveu na França por cinco anos; recebeu o título de Mestre em Violão pela Université Musicale Internationale de Paris e defendeu tese sobre a música de Heitor Villa-Lobos no Departamento de Musicologia da Universidade de Paris-Sorbonne.
Em Paris, recebeu forte influência jazzística e também de música latino-americana, o que caracteriza, especialmente, o seu trabalho de composição.

Pedro Martelli

Pedro MartelliMestre em Música pela The Juilliard School de Nova York, onde apresentou-se no Alice Tully Hall, Paul Hall, Morse Hall e Manhattan School of Music em performances Solo, Trio, Quarteto e com vários cantores, entre os quais Nan Maro Babakhanian (Mezzo Soprano), com quem realizou uma tournê pelo Estado de São Paulo em 1997, sob patrocínio do SESC.Vencedor do II Concurso Nacional de Violão promovido pela Faculdade Mozarteum de São Paulo e Segundo Prêmio no I Concurso para Instrumentistas e Cantores promovido pela OMB de São Paulo.

Duo Assad

Duo AssadOs irmãos brasileiros Sérgio e Odair Assad são atualmente considerados uma referência unânime para os violonistas, criando um padrão de inovação para o violão com geniosidade e expressão. Sua origem artística e inquietante performance vêm de uma família rica em tradição musical junto a estudos com os principais violonistas da América Latina. Além de estabelecer novos padrões de interpretação, os Assad influenciaram vastamente na criação e introdução de novas músicas para dois violões.

Eduardo Isaac

Eduardo Isaac"Uma das grandes personalidades do mundo do violão" -
  PÚBLICO (Portugal)

"Sonoridade limpa e profunda, com um sentido infalível de ritmo"
 - LE MONDE DE LA MUSIQUE (França)

"Excelência musical a serviço da arte contemporânea" -
 ECHO Main (Alemanha)

"Imensas qualidades musicais, o faz respirar as seis cordas do seu violão"

Pablo Márquez

Pablo MárquezO violonista argentino Pablo Márquez é considerado um dos virtuoses mais versáteis do instrumento. Obteve seu nome reconhecido internacionalmente em 1987, ao conquistar aos 20 anos de idade o primeiro prêmio em um dos mais disputados concursos de violão, o Concurso Villa-Lobos, no Rio de Janeiro e o Concurso Internacional da Radio France de Paris. O sucesso e os prêmios recebidos nos Concursos de Genebra e Munique facilitaram sua entrada nos mais importantes centros musicais do mundo.

Paulo Martelli

Paulo MartelliViolonista brasileiro de reputação internacional, Paulo Martell, tem desenvolvido prolífica carreira desolista, paralela à intensa e contínua avidade acadêmica. Considerado um dos melhores violonistas de sua geração, Paulo é um musico eclético de sólida educação musical, premiado internacionalmente e diplomado nas melhores escolas de musica dos Estados Unidos: a Juilliard School e a Manhattan School of Music. Idealizador e curador da série Movimento Violão, um projeto que acontece consecutivamente em Unidades do SESC em São Paulo, em Ribeirão Preto no Theatro Pedro II, e em Araraquara no Teatro Minaz, levando o melhor do violão erudito ao publico em apresentações mensais gratuitas. Atualmente considerada por unanimidade como a mais importante série de violão do país. Paulo Martelli é referência por seu trabalho de musico e agitador cultural se apresentando com freqüência nos Estados Unidos e Europa.

João Kouyoumdjian

João Kouyoumdjian

Aclamado por sua musicalidade elegante e expressiva pela vencedora do Grammy Sharon Isbin, João Kouyoumdjian é um violonista brasileiro de destaque. Nas palavras do violonista Paulo Martelli "João Kouyoumdjian é um dos maiores talentos de sua geração. Suas interpretações são sempre de refinado bom gosto e profundo senso estético". Pós-graduado em performance pela Juilliard School em Nova York e vencedor do XXI Concurso Nacional de Violão Souza Lima, João Kouyoumdjian apresenta-se frequentemente nos EUA, Brasil e América Central.

João Carlos Victor

João Carlos VictorDestacando-se no cenário musical brasileiro como o violonista mais premiado de sua geração, João Carlos Victor é detentor de 15 prêmios em concursos, dentre eles: Iº Concurso Internacional Vital Medeiros, ganhando também o prêmio especial de público; IIIo Concurso Nacional de Interpretação Violonística; VIIIo Concurso Nacional Heitor Villa-Lobos, em que foi, pela primeira vez no evento, o candidato que obteve nota máxima de todos os jurados e premiado, também, como Melhor Intérprete do compositor Heitor Villa-Lobos; Concurso de Jovens Solistas da Orquestra de Câmara da 4ª Semana de Música de Ouro Branco; Io Concurso Nacional de Violão da UFG; entre outros.

Carlos Barbosa-Lima

Carlos Barbosa-Lima

Aclamado pela crítica musical como um dos grandes Mestres do Violão do mundo, artista da gravadora Zoho Music (New York), e com carreira internacional de sucesso, há mais de 50 anos, Carlos Barbosa-Lima é hoje reconhecido mundialmente tanto por sua extrema sensibilidade e virtuosismo no instrumento como pelo seu trabalho de arranjador de uma grande variedade de obras de estilos diversos para violão.

Daniel Wolff

Daniel WolffPrimeiro Doutor em Violão do Brasil, Daniel Wolff é um dos mais destacados músicos brasileiros da nova geração. Profissional versátil, além da carreira como concertista, atua intensamente como compositor, arranjador e didata.

Formado pela Escuela Universitária de Música de Montevidéu, estudou com os virtuosos uruguaios Eduardo Fernández e Abel Carlevaro, e com o compositor Guido Santórsola. Posteriormente, com bolsas de estudo da CAPES e CNPq, cursou Mestrado e Doutorado em Violão na prestigiosa Manhattan School of Music de Nova Iorque, na classe do professor Manuel Barrueco.

Quarteto Abayomi

Quarteto AbayomiReunindo vários estilos e ritmos como xote, choro, modinha, cateretê, entre outros, a proposta é oferecer ao público um panorama do violão cuja riqueza e variedade da escrita musical poderão ser apreciadas.

Este trabalho vem sendo apresentado em diversas cidades e festivais de música do país, como: I Semana do Violão de São João Del Rei-MG, III Encontro de Música de Câmara do Conservatório de Tatuí e III Encontro Internacional de Violonistas de Tatuí, entre outros.

REALIZAÇÃO

sesc                                    dnarte